top of page

Peregrinação "Nos passos de São Pio"


Entre os dias 01/02 e 12/02, o pároco Pe. Fernando e diversos paroquianos peregrinam pela Itália, "nos passos de São Pio".


Ao visitar as cidades italianas que fazem memória ao nosso padroeiro, os peregrinos tiveram a oportunidade de avivar sua fé e espiritualidade fazendo memória dos mais importantes momentos que viveu nosso querido padroeiro. Mais além do que realizar visitas a locais históricos, culturais e arquitetônicos significativos para a vida de São Pio, a peregrinação tem o sentido maior de viver, com intensidade, um momento de aproximação com Deus a partir da memória do nosso Santo.


Confira a seguir algumas memórias dessa viagem em que peregrinos trilharam, na Itália, os caminhos do nosso padroeiro!

 
PARTIDA

No dia 01/02, os peregrinos partiram rumo à Itália.

 
PRIMEIRO DIA


O primeiro dia de nossa peregrinação toca um grande amor do coração de São Pio: a Virgem Maria, Nossa Senhora do Rosário de Pompeia.

 
CHEGADA A PIETRELCINA

 
CELEBRAÇÃO DA EUCARISTIA

Celebração eucarística na Igrejinha de Sant’Ana, há poucos passos da casa de São Pio. Nessa igrejinha, em 26/05/1887, o pequeno Francesco recebeu o batismo e foi também ali que o Sagrado Coração lhe apareceu, acolhendo a entrega que São Pio fazia de si.

 
GRUPOS DE ORAÇÃO DE SÃO PIO

Seguindo os passos de São Pio, encontramos em torno à igrejinha de Santana um espaço em que os grupos de oração São Pio teria dado seus primeiros passos. Ali, afirmava um membro dos grupos de oração São Pio de Pietrelcina, padre Pio e alguns dirigidos espirituais rezavam devoções e novenas. Como é belo conhecer a geografia, a biografia, a história do santo que escolheu nossa paróquia.

 
LUGARES DE SÃO PIO

O grupo de peregrinos fez uma visita guiada pelos “lugares do padre Pio” e passaram pelo Coro onde se manifestaram visivelmente os estigmas invisíveis do padre Pio.

 
LUGARES DE SÃO PIO

1. Entre 23 de maio de 1931 a 16 de julho de 1933, padre Pio foi proibido de celebrar publicamente a Santa Missa e escutar as confissões, nem mesmo dos freis capuchinhos. Nessa pequena capela da clausura ele celebrava sozinho a Santa Missa diariamente. 📖

Foi certamente um tempo de grande sofrimento para o Padre Pio, vivido, porém, com firme fé e grande humildade. São Pio de Pietrelcina, rogai por todos os que vivem em situações de injustiça e sofrimento, para que um dia também ouçam de Cristo: “Bem-aventurados os que são perseguidos… deles é o reino dos céus".

2. Lugar em que padre Pio se sentava, no refeitório interno da clausura.

 
LUGARES DE SÃO PIO

Padre Pio chegava a ficar 14 horas seguidas em um confessionário, auxiliando o povo a se libertar de seus males. ✝

⛪ Como tinha grande compaixão pelos que sofrem, Padre Pio logo percebeu que sua missão como sacerdote era a de acolher em si o sofrimento do outro, se entregando totalmente ao Ministério da Confissão.

 
CASA ALÍVIO DO SOFRIMENTO

Um pequeno grupo de médicos e membros da Associação Casa São Padre Pio tiveram a graça de fazer uma visita privada ao hospital “Casa Alívio do Sofrimento”.

São mais de 3000 funcionários, 1000 leitos hospitalares e ainda um imenso centro de pesquisa científica.

Obrigado padre Pio, pelo legado espiritual, mas também material deixado nessa região! Abençoe igualmente nossa associação e mande sempre mais novos voluntários para a sua obra em Brasília.

 
CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

Momento da celebração eucarística do nosso grupo na primeira igreja dos capuchinhos, Santa Maria das Graças.

 
UM ABENÇOADO ENCONTRO

Uma das grandes alegrias que os peregrinos “Nos passos de São Pio” receberam foi ouvir o testemunho de Maria Lucia Ippolito: ninguém mais, ninguém menos que a mãe de Mateus, o menino miraculado que tornou padre Pio santo.

Foi um momento de grande emoção, do qual só podemos concluir: “Deus existe” ! Quase tudo foi registrado e em breve compartilharemos em nosso canal TV-Paroquia São Pio!

 
OUTROS LUGARES

Era o século V. Apareceu ao santo bispo o próprio São Miguel Arcanjo. Fê-lo saber que o prodígio da montanha havia sido operado por ele próprio, para indicar que aquele lugar estava debaixo da sua especial proteção.

Ali o Arcanjo queria que lhe fosse prestado culto especial, assim como a todas as hierarquias angélicas do céu. Depressa, por sua vez, o bispo fez o seu povo saber da aparição que tivera e todos, bispo e povo, partiram para a montanha em demanda da já famosa gruta.


Comments


bottom of page