top of page
  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • pin

Semana Santa 2024

DOM 24.03

DOM 31.03

ENCONTRE-NOS

Nós, católicos, estamos nos preparando para lembrar o evento mais importante de nossa vida cristã: a Paixão, a Morte e a Ressurreição de Jesus Cristo, no período que é conhecido como Semana Santa. 

Os discípulos de Cristo são chamados a fazer memória da Paixão de seu Mestre sempre e a razão para isso está no significado desse evento. Foi por esse fato histórico, ocorrido em Jerusalém no ano 33 d.C., que a humanidade inteira foi salva de seus pecados e introduzida na própria vida divina. Com a "passagem" de Cristo da morte à ressurreição, todos os homens também são chamados a morrer para o pecado e para uma vida velha, e nascer, ressurgir, para uma vida nova de graça e de santidade.

Programação

palm_sunday.jpg

Domingo de Ramos
24 MAR

O Domingo de Ramos acontece no primeiro domingo da Semana Santa, semana que antecede a Páscoa. Esse dia marca a entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém, montado em um jumentinho, enquanto as pessoas o aclamavam com ramos de oliveira e de palmeiras.

Essa celebração é muito importante para os católicos, pois representa o momento em que Jesus é reconhecido como o Messias e o Rei dos Judeus. Ao mesmo tempo, marca é o início dos últimos eventos de sua vida antes da crucificação e da ressurreição.

Os fiéis da Paróquia São Pio realizam a procissão pelas ruas do bairro portando ramos de palmeira que são abençoados pelo padre. Esses ramos simbolizam a alegria e a esperança da entrada de Jesus em Jerusalém, além de representarem a vitória da vida sobre a morte.

PROGRAMAÇÃO

Duas Procissões e Bênçãos dos Ramos
9h: Saída do estacionamento da Quadra 300
9h: Saída do estacionamento da Quadra 500

Missa de Ramos após a chegada das procissões
Local: tendas
Missa única pela manhã.

Missa sem procissão ou benção de ramos
Local: tendas
Horário: 17h, 19h e 20h30

Segunda-feira . 25 MAR

Neste dia, proclama-se, durante a Missa, o Evangelho segundo São João. Seis dias antes da Páscoa, Jesus chega a Betânia para fazer a última visita aos amigos de toda a vida. Está cada vez mais próximo o desenlace da crise. “Ela guardava este perfume para a minha sepultura” (cf. João 12,7); Jesus já havia anunciado que Sua hora havia chegado.

Vamos adentrar nesta Semana assistindo ao filme A Paixão de Cristo, de Mel Gibson (2004). Uma produção extraordinária por vários motivos: o realismo representando o sofrimento de Cristo, o cuidado na escolha dos personagens e na sua caracterização, o uso do aramaico e do latim para produzir os diálogos originais. A obra, que transmite “catolicidade”, manifesta principalmente a alusão ao sacramento da Eucaristia e o destaque que é dado à figura de Nossa Senhora.

PROGRAMAÇÃO

Missa
Local: tendas
Horário: 19h15


Exibição do filme "A Paixão de Cristo"
Local: auditório do templo
Horário: 20h

the_choses.jpeg

TRÍDUO PASCAL
28 MAR - 30 MAR

Entraremos no Tríduo Pascal, os três dias santos em que a Igreja faz memória do mistério da paixão, morte e ressurreição de Jesus. O Filho de Deus, após se ter feito homem em obediência ao Pai, tornando-se em tudo semelhante a nós, exceto no pecado (Hb 4, 15).

"Considera agora atentamente os três dias santos da crucifixão, da sepultura e da ressurreição do Senhor. Destes três mistérios realizamos na vida presente aquilo de que a Cruz é símbolo, enquanto cumprimos através da fé e da esperança aquilo que a sepultura e a ressurreição simbolizam" (Santo Agostinho).

Jesus Cristo aceitou cumprir até ao fim a sua vontade, de enfrentar por amor a nós a paixão e a cruz, para nos tornarmos participantes da sua ressurreição e para podermos viver n'Ele para sempre, na consolação e na paz.

jesus_hand.jpg

Quinta-feira . 28 MAR

Ao entardecer da Quinta-Feira Santa, tem início o Tríduo Pascal. A partir deste momento, somos convidados a participar da vitória de Jesus Cristo sob o pecado. Celebramos, com fé, a Eucaristia, onde Cristo se faz alimento com seu corpo e seu sangue. Durante a Santa Ceia do Senhor, Jesus também lavou os pés de seus discípulos, deixando um legado de amor, união e compaixão para a humanidade.

Que possamos, a cada dia, seguir o exemplo de Jesus e sermos renovados pelo Espírito Santo! Que a graça de Deus venha sobre nós.

PROGRAMAÇÃO

Missa da ceia do Senhor e Lava-pés
Local: tendas
Horário: 20h


Adoração silenciosa ao Santíssimo
Local: tendas
Horário: 21h30 às 23 h

ultima_ceia.jpg
wim-van-t-einde-ON2GyY4tn6c-unsplash_edited.jpg

Sexta-feira . 29 MAR

PROGRAMAÇÃO

Via-sacra
Local: tendas
Horário: 9h


Adoração da Santa Cruz
Local: tendas
Horário: 15h

Encontro com Nossa Senhora do Silêncio

Local: tendas
Horário: 20h

vladimir-soares-3fer5_PzDkM-unsplash.jpg

A paixão de Cristo

A Páscoa nos faz refletir sobre a morte e a ressurreição de Jesus. Na Paixão, Cristo oferece a si próprio por toda humanidade, um verdadeiro ato de amor e de sacrifício. É pela Paixão de Cristo que fomos libertados do pecado e fomos reconciliados com Deus.

O amor do Pai nos é revelado durante o sofrimento de Jesus, pois foi seu Filho quem Ele entregou para que houvesse a redenção dos nossos pecados. Este foi o maior sinal de amor que nos deu Nosso Senhor.

A meditação deste acontecimento é um momento importante para os cristãos. Ao refletir sobre a morte de Cristo, Padre Pio disse:

“Abri-me o acesso à mais íntima profundidade do Coração de Jesus, para que eu possa participar da amargura que O conduziu ao Jardim das Oliveiras, até às portas da morte — para que me seja dado consolá-lo no seu extremo abandono. Ah! Pudesse eu unir-me a Cristo, abandonado pelo Pai e por Si próprio, a fim de expirar com Ele! Maria, Mãe das Dores, permite que eu siga Jesus e participe intimamente da Sua Paixão e do Seu sofrimento!”.

Lembrar do sofrimento de Jesus nos coloca diante da grandeza de Deus. Ao pensarmos nas dores de Cristo, somos capazes de entender o amor do Pai pela humanidade ao perdoar-nos de nossos pecados: "Ele nos amou, e nos lavou de nossos pecados no seu sangue" (Ap 1,5).

Via Sacra

A Via Sacra significa “Caminho da Cruz”. Consiste em percorrer o caminho que Jesus Cristo seguiu carregando a cruz até o local da crucificação. É um itinerário importante para lembrar e se unir a Jesus em seu sofrimento, composto por 14 estações: